VOCÊ ATUA COM FITNESS OU WELLNESS?

Ao mergulharmos no universo da saúde e do bem-estar, frequentemente nos deparamos com dois termos centrais, mas muitas vezes confundidos: fitness e wellness. O primeiro, fitness, está intimamente ligado à forma física, focando na capacidade de realizar atividades físicas e esportivas, melhorando aspectos como força, resistência, e composição corporal. Já o wellness, ou bem-estar, adota uma abordagem holística, englobando não apenas o bem-estar físico, mas também o mental, emocional, social, ocupacional, espiritual e ambiental. Esta distinção conceitual é crucial, pois cada área demanda abordagens e profissionalismos específicos, com objetivos e resultados distintos.

O equívoco do Wellness no universo do fisiculturismo

Interessantemente, o conceito de wellness tem sido mal interpretado em certos nichos, como no fisiculturismo, onde, às vezes, é limitado ao aspecto físico, negligenciando os outros componentes do bem-estar. Essa aplicação errônea reforça a necessidade de compreensão ampla do que verdadeiramente significa wellness, que vai além da estética ou performance física, englobando o bem-estar mental, emocional, e até mesmo o bem-estar social e espiritual.

Desafio:

Convido você, leitor, a realizar uma pesquisa simples: digite “wellness” no Google Brasil e, em seguida, no Google italiano (google.it), observando as imagens que surgem. A disparidade nos resultados pode revelar como estamos, muitas vezes, presos em uma bolha conceitual, onde wellness é erroneamente confundido com fitness. Para uma visão ainda mais ampla, instale um VPN, escolha um servidor de outro país e repita a pesquisa. Este exercício não só ilumina as variações na interpretação e aplicação do wellness ao redor do mundo, mas também destaca a necessidade de expandir nossa atuação profissional para abranger todos os aspectos do bem-estar.

Wellness além do físico

O wellness transcende a esfera pessoal, influenciando áreas como arquitetura e urbanismo, onde o design de espaços pode promover o bem-estar social e ambiental, empresas que integram programas de wellness para melhorar o bem-estar ocupacional de seus funcionários, e hospitais que adotam práticas holísticas para suportar o bem-estar espiritual e emocional dos pacientes. Esses exemplos sublinham a amplitude do campo do wellness e a importância de profissionais capacitados em diversas áreas.

Expandindo horizontes

No cerne do debate entre fitness e wellness, reside uma verdade inegável: ambas as áreas são fundamentais para a promoção de um estilo de vida saudável e equilibrado. No entanto, para maximizar o impacto de nossa atuação profissional, é crucial que não nos limitemos a uma visão estreita de cada campo. Ao contrário, devemos buscar expandir nossos horizontes, integrando conhecimentos e práticas de ambos os mundos para oferecer um suporte holístico aos indivíduos.

A interseção entre fitness e wellness apresenta uma oportunidade única para profissionais de ambos os campos não apenas colaborarem, mas também ampliarem sua compreensão e abordagem em relação ao bem-estar humano. Isso significa reconhecer que a saúde física é apenas um dos muitos componentes que contribuem para o bem-estar geral, e que o cuidado com a mente, as emoções, as relações sociais, o ambiente, a satisfação profissional e a realização pessoal são igualmente importantes.

Por isso, é essencial que, enquanto profissionais de saúde, bem-estar, arquitetura, urbanismo, psicologia, ou qualquer outra área relacionada, busquemos uma educação contínua e multidisciplinar. Isso nos permitirá não apenas compreender as nuances de cada aspecto do bem-estar, mas também aplicar esse conhecimento de maneira integrada, oferecendo soluções mais completas e eficazes para aqueles a quem servimos.

Quebrando a bolha

Ao expandirmos nossa atuação, rompemos com o isolamento profissional e abrimos portas para uma colaboração mais rica e significativa entre disciplinas. Isso não apenas aumenta nosso potencial de atuação profissional, como também eleva a qualidade do suporte e do cuidado que podemos oferecer, impactando positivamente a vida das pessoas.

Portanto, o desafio que se coloca é o de transcender as barreiras tradicionais entre fitness e wellness, abraçando uma visão mais abrangente do bem-estar. Ao fazermos isso, não só enriqueceremos nossa própria prática profissional, mas também contribuiremos para uma sociedade mais saudável, consciente e integralmente bem.

Assim, convidamos todos os profissionais e entusiastas do bem-estar a se unirem nesta jornada de expansão e integração, explorando novas possibilidades e alcançando juntos o pleno potencial de nossa atuação.

Fonte: Revista Empresário Fitness & Health – Edição 136

Escrito por: Leonardo Farah

 

Follow by Email
Youtube
Youtube
Instagram